Todos experimentam um momento da vida que precisa de ajuda financeira. Seja conquistando uma casa, um carro desejado ou uma universidade completa, todos esses objetivos podem ser alcançados com um empréstimo ou financiamento.

Como formas de realizar o sonho de um consumidor, essas alternativas tornam-se benéficas tanto para o consumidor quanto para as instituições financeiras. Mas o que falta a todos é pensar que essas duas opções são as mesmas. E eles não são. Embora sejam semelhantes, ambos têm diferenças que são muito importantes na escolha de um consumidor.

Entender essa diferença agora.

O que é um empréstimo?

Um empréstimo é apenas um empréstimo sem restrições de uso. Em outras palavras, você não precisa justificar seu uso e pode sacar dinheiro do banco sem explicar os motivos. A única responsabilidade que você tem é reembolsar este empréstimo mais tarde, levando em conta os juros.

Você pode solicitar um empréstimo em dois lugares: nos bancos ou nas financeiras. No entanto, como são mais simples, a taxa de juros é muito maior do que no financiamento. Isto é devido ao fato de que a análise de crédito não se aplica, e o único problema é que o cliente pagará ao credor.

O que é financiamento?

O financiamento é a alternativa mais burocrática. A análise de crédito e a justificativa do uso do dinheiro são analisadas com muito cuidado. Com estas duas estimativas, o uso do financiamento é muito mais limitado, mas depois de confirmar o acesso, o consumidor consegue manter bem o seu consumo.

Bancos e financistas também fornecem empréstimos, mas muitos economistas escolhem bancos para métodos de análise mais seguros. Ou seja, mesmo o financiamento que oferece uma taxa de juros menor nem sempre garante uma proposta financeira para um credor.

Portanto, uma ótima dica é dar uma olhada no CET, crédito total rentável. Esse índice mostra todas as cobranças cobradas por financiamentos e outros encargos, que variam de um banco para outro. Com esse indicador, você pode ver qual instituição financeira é a melhor para solicitar financiamento e, portanto, obter uma garantia mais econômica.

Qual opção é melhor?

Essa é uma pergunta que muitos consumidores fazem. Seja para um consumidor grande ou pequeno, as pessoas geralmente param de procurar a melhor alternativa. Isso não significa que ambos sejam ruins, mas ambos têm situações especiais para seu uso.

Se você vai escolher uma das opções, faça uma avaliação de suas necessidades. Nem sempre um empréstimo é a melhor alternativa, mas o financiamento nem sempre é a melhor opção em todos os momentos.